Teatro de Adriano Garib

Autor(es): Garib, Adriano

Editora: Atrito Art Editorial


Avise-me


Produto indisponível no momento.

Caso deseje ser informado quando este produto estiver disponível em nosso estoque, digite seu nome e e-mail.

Nome:
Email:

PEÇAS DESTA EDIÇÃO: "O Paciente"; "Sexta 31"; "O Golpe do Milênio"; "O Clube dos Feios"; "O Filho" - "Meus dedos estão inchados de tanta mordedura. As dentadas da vida são suaves se comparadas aos estragos causados pelo meu desleixo. Um homem tem que se cuidar se quer viver bem - meditar, barbear-se, exercitar diariamente, alimentar-se, alimentar-se adequedamente, trabalhar ininterruptamente; dedicar-se aos filhos e a mulher, dar beijos nela de noite, transpirar nos lençóis com ela de noite; informar-se, fazer amigos, ganhar e gastar e administrar bem sua fortuna; poupar sempre, viajar quase sempre; divertir-se; ser honesto e cauteloso, fiel e generoso, ser franco e paciencioso. (pausa) Mas eu - não posso dizer que me cuido ou sigo as regras do bem viver. Devo admitir que não levo uma boa vida. Minha vida é bem contrário de toda essa cartilha. Arrumo meu colchão sem estrado quando acordo, faço o café, leio umas coisas, escrevo outras... e nunca as termino. Depois trabalho, o mínimo possível; durmo um pouco, como alguma coisa. Por fim comunico-me com alguns pensamentos inquietos e jamais faço preces. Posso, portanto, concluir, aqui, diante de vocês, que minha vida é um grande pé no saco. Posso? Isso te ofende? Te alegra? Ou seria como um vento estranho só? Que causa algo quando nos toca, depois vai embora e a gente esquece depressa?" 

ISBN: 85-9021-9410

Edição/Ano: 1ª edição, 2001

Paginas: 215

Encardenação: Brochura

Comprimento: 21 cm.

Largura: 15,7 cm.

Altura: 1,3 cm.

Adriano Garib nasceu em Gália-SP, em 1965. Formou-se em jornalismo em Londrina-PR, onde iniciou sua carreira de ator, tendo atuado em companhias como o extinto Grupo Delta de Teatro e o Armazém Cia. De Teatro. Em 1990 fundou o Theatrotao, grupo onde atuou sobretudo como autor e diretor. Ainda em Londrina, Garib trabalhou como repórter televisivo, criou o programa Estação Cultura, na Rádio Universitária FM, e colaborou com os jornais Folha de Londrina e Correio Londrinense. Em 1994, mudou-se para São Paulo, onde passou a trabalhar com o diretor teatral Ulisses Cruz e a ecrever sobre teatro, como colaborador, para o jornal "O Estado de São Paulo". Dois anos depois, Garib instalou-se no Rio de Janeiro, onde vive até hoje. Já participou como ator de novelas e de diversos programas episódicos da TV Globo. Em 1999 fundou o Oqueoguruviu Confraria de Teatro, companhia com a qual produziu e dirigiu algumas das peças incluídas neste volume. Atualmente, Garib dá aulas de interpretação para o curso regular da CAL (Casa de Artes da Laranjeiras). 

0 Opiniões:

OPINE

Envie uma Opinião

Faltam 120 caracteres Coloque seu nome e e-mail. As críticas sem assinatura não serão publicadas.