Hygiene; Hysteria

Autor(es): Grupo XIX de Teatro

Editora: Funarte




Por: R$ 26,90

ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Sem resuras; Excelente. Folha de guarda minimamente amarelada, devido à ação do tempo.

Hysteria: Fala das intrincadas relações sociais da mulher brasileira na virada do século XIX/XX e, para tanto, se acompanha a história de cinco mulheres internadas no hospício Carioca Pedro II (Praia Vermelha). Aproximar-se dessas mulheres diagnosticadas como histéricas é trazer à tona trajetórias pessoais e únicas, depoimentos de desejos abafados, relâmpagos de vivacidade, fragmentos de memórias que não poucas vezes parecem se confundir com as histórias das mulheres dos dias de hoje, que são delicadamente convidadas a participar da peça. A história da mulher do século XIX é uma história diurna. A ideia de abdicar dos holofotes e apresentar a peça utilizando a luz solar, além de uma coerência histórica, aproxima a nossa cena das referências pictóricas da época.

Hygiene: Faz uma reflexão sobre o momento histórico em que o Brasil se construía numa velocidade acelerada recebendo diariamente milhares de imigrantes. É esse contingente de culturas e ideias que coabitavam nos grandes cortiços do centro do Rio de Janeiro. E não demorou muito para que, desse caldeirão de misturas, surgissem os embriões de importantes manifestações de nossa identidade, na mesma medida em que se evidenciavam as desigualdades sociais que marcam profundamente os nossos dilemas atuais. O grupo XIX de teatro traz à tona as características que vão marcar profundamente a construção da identidade brasileira. O samba, o sincretismo religioso, as lutas operárias, entre outras manifestações sócio-culturais tiveram seus embriões gerados nessas habitações coletivas.

ISBN: Não Consta

Edição/Ano: 1ª edição, 2006

Paginas: 268

Encardenação: Brochura

Comprimento: 17 cm.

Largura: 21 cm.

Altura: 1,5 cm.

0 Opiniões:

OPINE

Envie uma Opinião

Faltam 120 caracteres Coloque seu nome e e-mail. As críticas sem assinatura não serão publicadas.