A Morte do Caixeiro Viajante

Autor(es): Miller, Arthur

Editora: Abril Cultural


Avise-me


Produto indisponível no momento.

Caso deseje ser informado quando este produto estiver disponível em nosso estoque, digite seu nome e e-mail.

Nome:
Email:

ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Antigo; Sem rasuras; Excelente. Algumas folhas e os cortes das páginas estão com manchas amareladas, devido à ação do tempo.

COLEÇÃO: Teatro Vivo - TRADUÇÃO: Flávio Rangel - Desde o destemor com que explora o noticiário jornalístico até o aproveitamento da crônica histórica, Arthur Miller revela suas raízes fincadas no realismo. Um realismo moderno e saudável, que não esquece ser o homem o instrumento do teatro, e um homem tanto mais completo quanto melhor testemunha a epopéia terrena. (Sábato Magaldi) Miller prefere ser um autor incômodo, como Ibsen - seu modelo - o fora no século passado. "Nunca escreverei uma peça a que não goste de assistir" - declara aos jornalistas. E, para ele, escrever naquela época do pós-guerra era, na verdade, desmistificar um pouco os sonhos da América. Discreto e convincente como Ibsen, Miller envereda com segurança pelo drama social, colocando no centro da ação o conflito do indivíduo face à coletividade. O grande público e a crítica parecem aceitar o desafio. O sucesso alcançado por "A Morte do Caixeiro Viajante" ("Death of a Salesman") é uma prova disso. A peça permaneceu durante meses em cartaz, concedendo ao seu autor os maiores prêmios do teatro americano: o do Círculo dos Críticos, o Antoinette Perry e o cobiçado Pulitzer. E um fato curioso: é a primeira peça a ser incluída na relação dos livros editados pelo popular Clube do Livro. Hollywood compra os direitos de filmagem e elencos do mundo inteiro disputam a encenação do texto.

ISBN: Não consta

Edição/Ano: 1ª edição, 1976

Paginas: 205

Encardenação: Capa dura

Comprimento: 18,10 cm.

Largura: 12,00 cm.

Altura: 1,90 cm.

0 Opiniões:

OPINE

Envie uma Opinião

Faltam 120 caracteres Coloque seu nome e e-mail. As críticas sem assinatura não serão publicadas.